Artigo Científico: primeiros passos

Olá leitores! A pauta de hoje será a produção de artigos científicos, desdobrando essa discussão sobre dois eixos: dando os primeiros passos e divulgando nossos estudos. Tomando estas duas direções, buscar-se-á revelar a importância do estudo, da discussão de ideias, da criticidade, do registro de nossas contribuições e do mais importante, da divulgação do produto final, o qual de fato queda registrado no campo e âmbito do conhecimento para o qual destinamos o material final.

Antes de convergirmos sobre os eixos, tenhamos uma breve noção do que vem a ser um artigo científico. Artigo, em poucos e claros termos, trata-se de um texto. Quando usamos o termo “artigo” com o termo “científico”, juntando-os numa só sentença,“artigo científico”, estamos a falar de um tipo de texto com características definidas e padronizadas, que seguem critérios definidos pela Ciência, o conhecimento racionalizado. Desta feita, damos os passos seguintes.

Iniciar a atividade de produção de artigos científicos não é algo a ser temido, pelo contrário, deve-se entender que as contribuições são necessárias para o continuar da “vida científica”. O incetivo dado ao desenvolvimento de grupos de estudo, pesquisa, desenvolvimento científico, extensão, debate ou qualquer atividade que envolve a capacidade de criticar ou produzir conhecimento é extremamente válido à humanidade. Mas não é em todo e qualquer lugar que encontramos atividades de pesquisa, prática indispensável à produção de artigos. Encontramos atividades assim em centros de ensino, escolas, faculdades, universidades, etc. A academia,espaço destinado ao estudo, é o mais profícuo para se iniciar a prática da pesquisa, isto porque é neste local onde encontramos maior suporte, em regra.

Temos campos e âmbitos do conhecimento, áreas e subáreas do conhecimento onde podemos focalizar e desenvolver estudos mais direcionados. Logo, para iniciar a atividade de pesquisa é preciso saber onde você quer desenvolver seus estudos. Qual área do conhecimento mais lhe chama a atenção? Que tipo de contribuição quer fazer à humanidade? Quais seus interesses e aptidões? Estas são algumas das perguntas que podem ser feitas para poder se localizar um pouco melhor. Depois disso, convém receber a orientação de pessoas que já estão dentro da pesquisa e possuem maior conhecimento sobre este mundo. Sozinho não se consegue adentrar num campo ou âmbito, visto que existe um rigoroso controle de acesso. E não poderia ser diferente, caso contrário qualquer estudo, ainda que não atendessem aos critérios da ciência, seria postulado e interferiria na vida humana.

Dado esta sucinta explanação, falemos do passo inicial para se produzir artigos. Primeiro, escolha um assunto a ser estudado, analisado e criticado. Você poderia decidir escrever sobre “política”. Complicado falar sobre um tema tão amplo, não é mesmo? Sim. Vocês estão certos. Precisamos delimitar mais ainda o assunto, que tal falar sobre “o atual cenário político do Brasil com o advento do pedido de perda do mandato da presidenta?”Ficou melhor, concordam? Creio que já é passível de aprofundamento e discussão.

Depois de delimitado o tema, você precisa iniciar seus estudos: pesquisas, leituras (boas leituras), reflexões, críticas, etc. Lembra quando falamos da importância da orientação de uma pessoa mais inteirada da pesquisa científica? Pois bem, é aqui que você precisará desta ajudinha. Escolha um professor (a) com quem possui mais afinidade, e que seja conhecedor (a) e/ou possua domínio do tema pesquisado. Converse com o professor (a), fale de seu interesse em pesquisar e confeccionar material científico, diga que já possui um tema definido e que já se adiantou estuando o assunto. Dificilmente um profissional que se interesse pela pesquisa se recusará a oferecer orientação, no mínimo lhe indicará outro profissional mais habilitado e disponível.

Recebendo orientação, pesquisando, discutindo ideias e escrevendo, você e seu orientador já podem produzir artigos e submetê-los à eventos científicos, revistas eletrônicas, periódicos, para divulgar seus estudos. Não se preocupe com a divulgação, seu orientador lhe dará instruções e lhe instruirá melhor sobre este assunto.

Observação:

Pessoal do Black Pencil, não quis aprofundar muito no assunto. Precisaria de muitas páginas para falar de forma mais detalhada de artigo científico e da produção e divulgação de estudos. Porém, creio já estar ajudando com este pequeno post. Qualquer coisa, podem me mandar um e-mail que cuidarei de ajudá-los da melhor forma possível. Até mais ver!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s